In Blog, Clima, GTs

A primeira viagem internacional (de muitas), tudo é novidade e aprendizado. Do aeroporto para a casa em que estamos instalados foi uma aventura de me perder e me achar muitas vezes, encontrando pessoas educadas e gentis para ajudar no caminho.  Até ombro para dormir eu ganhei de uma alemã no ônibus de Frankfurt para Colônia.

A casa onde nossa delegação está hospedada fica em uma montanha distante do local da COP e todos os dias pegamos vários trens (e nos perdemos neles). Estão aqui 7 jovens incríveis da delegação do Engaja e não são incríveis por saberem tudo sobre negociações internacionais sobre mudanças climáticas, mas por estarem abertos (haha) a aprender e entender cada vez mais como podemos incidir nesses espaços.

Logo na primeira semana a conferência é sempre confusa para todos, ninguém sabe direito o que está acontecendo e é simplesmente impossível acompanhar todas as reuniões e eventos, é uma surra de informações a cada momento e um espaço enorme que precisamos correr de um lado para o outro o dia inteiro.
O time de lobby acompanhou as negociações todos os dias, o time de ações participou de ações de ativismo em parceria com outras organizações para pressionar atividades concretas pré 2020, contra a exploração de combustíveis fósseis e emissões de gases de efeito estufa. A sexta (10/11) foi o dia D, já estávamos muito cansados de acordar às 6h para chegar a tempo nas primeiras reuniões, chegar tarde em casa e ainda ter que trabalhar, mas mais familiarizados com os espaços.
Realizamos a grande ação sobre a Amazônia simulando um leilão de áreas de florestas que foi interrompido pela sociedade civil e que depois abriu espaço para a fala de representantes de comunidades tradicionais do Sri Lanka, Filipinas e do Brasil. No mesmo dia apresentamos a Campanha SOLução, sobre energia solar, em parceria com a CAN (Climate Action Network) com uma metodologia japonesa chamada Pecha Kucha e ainda, a campanha “Fala Aê: as vozes da água” em parceria com a Civicus.
Em nossas reuniões de delegação os sentimentos compartilhados eram os mais diversos e extremos, mas nada maior que o orgulho de ocupar esse espaço e representar todos vocês que estão lendo esse texto.
Ainda temos uma semana inteira, a delegação oficial do governo brasileiro chegou e estamos preparando mais babados para contar.
Texto escrito pela voluntária Yasmin Amaro – Manaus

Leave a Comment

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Conta aí

Tá com dúvida? Pode mandar um email pra gente!

Not readable? Change text. captcha txt

Start typing and press Enter to search