In Blog, Clima, GTs, Rede Engaja

Durante a Conferência Internacional dos Jovens pelas Mudanças Climáticas (COY12), preparamos algumas perguntas para jovens de diferentes realidades climáticas. Foi interessante ver objetivos diversificados dos participantes da COY, e como que todos nós completamos e somamos para fazer um mundo melhor. Conversamos com a Nadia, professora do International Youth College. Ela é natural da Lituânia, mas mora na Dinamarca, e trouxe uma visão importante sobre como as mudanças climáticas nos afetam em nível político.

“A diferença entre alguns países (do Sul e do Norte, ou países ricos e pobres) divide um pouco a sociedade e afeta a unidade entre os diferentes países. Isso acontece porque alguns países são mais afetados pelas mudanças climáticas, com inundações, impactos na economia, desastres naturais e consequentes migrações”, conta Nadia.

Segundo ela, outros países, no entanto, são menos afetados, sofrem somente uma leve variação no clima, com aumento brando de temperatura, por exemplo, e estações climáticas mais longas ou mais curtas. “Os que são mais afetados normalmente lutam com mais força pra mudar o mundo e para termos um mundo mais sustentável, enquanto que os que são menos afetados muitas vezes ficam recuados em seus posicionamentos.”

Esse pode ser um dos muitos efeitos negativos das mudanças climáticas: “Ter o mundo dividido. E isso em um contexto em que todos sentirão os efeitos das mudanças climáticas em algum momento da história. Quando isso acontecer, talvez seja tarde demais para combatê-los, até porque as políticas de mitigação são menos onerosas que as de adaptação”.

Segundo a professora, é muito importante que a gente aprenda sobre o clima, reveja nossas atitudes e se una para mudar a realidade. O sonho de um mundo ideal de Nadia seria “mudar a mentalidade no mundo e fazer todo mundo se sentir como cidadãos planetários, e evitar essa separação entre nacionalidades, culturas, continentes. Hoje eu vivo no mundo e como eu vivo afeta os outros; e como vivem os outros me afeta também. Então esse é meu sonho principal: nos unirmos”.

O sonho da Nadia também é compartilhado com jovens que participam da COY, um espaço para todos aprenderem a ter uma visão global. Sim, porque aqui encontramos pessoas do mundo todo com o mesmo objetivo, com vontade de salvar o Planeta e levantar consciência sobre mudanças climáticas. Vivemos esse momento de nos encontrar na COY, tendo o mesmo pensamento, e daqui partimos para fazermos algo juntos.

Por Raíra Ribeiro de Souza, Flávio Castro, Jose Aparecido Nunes Rodrigues e Flávia Martinelli (coordenadora do nosso GT de Clima)

Originalmente publicado aqui na Agência Jovem de Notícias.

* Os jovens foram premiados pelo Concurso Jovem mudando o mundo!, que aconteceu no âmbito do projeto Geração Jovem, realizado pela Viração e pela Enel Green Power em comunidades quilombolas em três municípios do nordeste. Cada um dos concorrentes enviou um vídeo sobre como os jovens podem ajudar a cuidar do planeta. Os vencedores José Aparecido, 22, da comunidade Riacho do Anselmo em São João do Piauí (PI); Flávio Castro, 23, da comunidade Araçá Cariacá, em Bom Jesus da Lapa (BA) e Raíra Ribeiro, 22, de Lage dos Negros, em Campo Formoso também no estado baiano, estão fazendo a cobertura do evento pela Agência Jovem Internacional de Notícias, uma iniciativa da Viração que cobre a COY12 e a COP22. Flávia Martinelli, coordenadora do grupo de mudanças climáticas do Engaja, está acompanhando os jovens no evento.

Leave a Comment

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Conta aí

Tá com dúvida? Pode mandar um email pra gente!

Not readable? Change text. captcha txt

Start typing and press Enter to search