In Clima, GTs, Juventude e Política

Por Juan Domingues, articulador do GT de Clima e do núcleo local de São Paulo.

Em meio a tantas turbulências e jogos dentro da política, não podemos nos esquecer do maior crime socioambiental da história do nosso Brasil.

Hoje, 5 de maio, recordamos Mariana! Fazem exatos 6 meses que a barragem de Fundão das Gigantes Samarco/Vale/BHP se rompeu e atingiu o Rio Doce com 55 milhões de metros cúbicos de rejeitos de mineração, deixando um rastro de lama e destruição por toda sua extensão.

A sirene de aviso não tocou. Povoados foram soterrados (Bento Rodrigues, Paracatu e Barra Longa). 19 pessoas mortas e 1 desaparecido. Ecossistemas devastados. Milhões de atingidos que seguem sofrendo as consequências diretas e indiretas dessa tragédia.

Por todo o país acontecem eventos para reafirmar que isso não foi um acidente, foi um crime. Um crime que têm passado em branco na justiça e que pode acontecer de novo com a flexibilização do licenciamento ambiental que está tramitando no Senado.

Não dá pra ficar calado diante de tanta injustiça! Ainda mais nós, jovens, que temos uma capacidade enorme de fazer barulho para chamar atenção para essa situação, né? Então participe do twitaço por Mariana que acontece agora às 15h30. Use #UmMinutoDeSirene para demonstrar sua indignação!

E acontece em São Paulo, às 19 horas no Lago da Batata, em Pinheiros, o Ato Cultural de Mariana para lembrar destes 6 meses e também para fortalecer a união de todos que seguem engajados na luta para a recuperação socioambiental, apoio às comunidades e cobrança dos responsáveis.

Junte-se nessa luta e não deixe que o econômico continue falando mais alto do que a vida!

https://www.facebook.com/events/1132401823447466/

Leave a Comment

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Conta aí

Tá com dúvida? Pode mandar um email pra gente!

Not readable? Change text. captcha txt

Start typing and press Enter to search